terça-feira, 25 de setembro de 2012

♫ sempre na estrada. sempre distante ♪


na estrada
Mãos ao alto
Rendo-me aos caminhos, às poltronas e aos companheiros desconhecidos.
a Cabeça gira
o Tronco adormece
os Membros se movem na promessa de chegar a algum lugar distante.
Só o tempo dirá onde tudo vai terminar.