quarta-feira, 14 de julho de 2010

pontuação.

esqueci de colocar o ponto e vírgula onde deveria estar.

vez ou outra esqueço a vírgula também,
mas logo em seguida consigo uma pausa para respirar e uso as reticências para confundir.

nunca exclamei o fato da vida brincar comigo porque é sempre mais fácil interrogar.

já que "a dúvida é o preço da pureza" continuo interrogando a fim de conquistar a limpidez.

e o parágrafo de hoje termino

acreditando que onde há parênteses a relevar não é bom colocar um ponto final porque pode ser fatal.

domingo, 4 de julho de 2010

recordação.

lembrei-me do caminho percorrido naquela areia úmida, dos pés submersos na beira do mar e do quanto foi bom acompanhar o dia nascer de olhos bem abertos com o som das águas ajudando a chegarmos mais rapidamente ao lugar que queríamos.

recordei-me do quão lindas eram as pinturas daquele lugar e como as telas coloriam o ambiente mais rústico e elegante que pude estar.

e se sonhar é viver,
hoje vivi que estive lá com você.