terça-feira, 27 de maio de 2008

grita.dor

mas não grita porque não há dor.
há amor.
e haja vontade de voltar lá!

Morro do Gritador
Pedro II
Piauí
Brasil
maio de 2008.

sábado, 10 de maio de 2008

assim estou.

E hoje estou assim...
como essa música:

Como as folhas com o vento
até onde vai dar o firmamento
toda hora enquanto é tempo
vivo aqui este momento

hoje aqui amanhã não se sabe
vivo agora antes que o dia acabe
este instante nunca é tarde
mal começou eu já estou com saudades
...

este instante tal qual é
vivo aqui e seja o que Deus quiser ...

[trecho da música Amanhã não se sabe
composição: Sérgio Britto. Álbum Volume Dois. Titãs]

céu nosso.


As estrelas parecem trilhar uma via de novas constelações,
a lua ilumina o que os campos escondem
e o sol dá outras cores ao céu.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

sente.

'Ela que descobriu o mundo.
E sabe vê-lo do ângulo mais bonito.
Canta e melhora a vida.
Descobre sensações diferentes.
Sente e vive intensamente.
Aprende e continua aprendiz...'
[Marisa Monte]



E sente, sente, sente...
sem precisar ouvir palavras.



terça-feira, 6 de maio de 2008

erro.

E a gente se pergunta: O que é o erro??
O dicionário 'diz' : Ato de errar; equívoco, engano;Conceito equívoco ou juízo falso; dentre outros.

E questionamos: Será se só aprendemos com os erros??
Normalmente nos dizem: Sim, nós só aprendemos com os nossos próprios erros.

No entanto, penso que ninguém é obrigado a aprender errando, para mim isto se aplica muito bem em computação ["aprender com o próprio erro"].
Uma escolha inteligente [na minha opinião, claro!] é o aprendizado tendo em vista o erro dos outros. Por que não?! Ora, desde quando somos obrigados a sofrer, a bater a cabeça contra o muro [a dor é grande! Particularmente odeio sentir dor.], a cair no precipício ou ir ao fundo do poço?? E o tempo que é gasto para sublevar-se??
Que bom seria se todos nós fossemos tão inteligentes assim, não é!??!
Mas, cada um tem seu ritmo de aprendizado, não há como irrelevar isto.
E assim , a vida continua. Uns errando mais, outros menos, alguns sempre errando.