domingo, 26 de abril de 2009

desarrumar a mala.

A tarefa agora é desarrumar a mala.

Isto não é das tarefas mais fáceis, confesso.
Tirar a roupa suja e sentir nela o cheiro de tudo que passou dá um aperto no peito.
É bom porque tudo que era para ser vivido aconteceu, nem sempre da melhor maneira, mas aconteceu e agora você está de volta para relatar.
É ruim porque nem tudo de lá cabe na mala e devido a isso muita coisa tem que ficar para trás. Pode ser que você volte para pegar o que ficou ou o que ficou irá até você ou somente ficará para trás.
Desarrumar a mala é organizar as boas lembranças porque são elas as reponsáveis por você poder dizer diante de tudo que passou: Valeu à pena!!!

A tarefa agora é guardar a mala até a próxima viagem!


Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés para entender o que é seu e para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor.
Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto.
Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto.
Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos e não simplesmente como é ou pode ser, que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos e simplesmente ir ver.

terça-feira, 21 de abril de 2009

muita coisa mudou.


Muita coisa mudou desde que tiveram a ideia de normalizar. As regras são outras e algumas são boas sim!
Quem disse que toda regra é ruim e que esta foi feita para ser quebrada?
Eu não penso dessa maneira esquerdocrática, mas confesso que pensar em ideia sem acento no e e pedir para parar como quem liga duas palavras não será tão fácil quanto parece.
E o pelo??
Não,não estou falando da preposição alterada per + artigo o, falo do pelo de gato, dos pelos da perna e do pelo do urso. Parece que falta algo.
Não usar o trema foi uma das melhores mudanças. Ele existia por que mesmo?
Outra coisa boa é não precisar usar o chapéu (^) em voo, enjoo, perdoo, leem... é bem mais prático assim.
Ainda bem que pode ser usado o circunflexo no pôde. Isso se mantem inalterado, que ótimo!
Poder dizer que 'a apresentação de ontem não pôde ser realizada no horário combinado, mas amanhã ela pode se realizar conforme o combinado' é bem mais intuitivo.
E já que me permitem escolher, prefiro continuar acentuando a fôrma de bolo porque acho que não tem nada a ver com a forma das coisas.
E é isso, não podemos ser antissociais a ponto de ignorar as novas regras da escrita.



A implantaçao das novas regras desse Acordo é um passo importante em direção à criação de uma ortografia unificada para o português, a ser usada por todos os países que tenham o português como língua oficial:
Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e Timor Leste.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

descartar.


Tem hora que descartar é preciso.

Tudo que se torna opaco, sem volume e sem forma pode ser descartado...
ou substituído!


e se não nos serv[e][irá] mais, 
passe adiante.

.
.

sem medo.