sábado, 24 de abril de 2010

eu me apego, tu te apegas, ele se apega.

há os que não se apegam e isso não os fazem pessoas más.

para muitos deles carinho e cuidado algumas vezes são sinônimos de sufoco e não dedicação, por isso, cuidado.
conviver com eles pode não ser tão complicado quanto parece.
para isso basta respeitar seu espaço e, caso seja necessário, se afastar.
se eles sentirem falta, pode ter certeza que voltam e se não voltarem siga seu caminho sem olhar para trás porque o desapegado se basta acima de qualquer entendimento e por isso sabe se cuidar sozinho.
o ruim para eles só acontece quando voltam tarde de mais.