não há.

não há o que temer

se nada estremeceu

tampouco há o que perder

se não era para ser teu.

7 comentários:

kilder disse...

legal seu texto...
t+

thyago david. disse...

Não há.

Cin disse...

Eu gostei...é bem mais fácil de aceitar se a gente pensar assim. :)
Bjos!

Liannara disse...

Toca aqui, parceira.
o/

César disse...

Gostei do blog e dos poemas..

Gabriele Fidalgo disse...

Não há o que temer.

:*

Malu disse...

Poxa! Grande verdade, essa!

Postar um comentário

Deixe seu lapso aqui.