encontro com a Terra.

Um dia me aproximei da Terra.
Os seres eram estranhos, mesmo assim fui para perto deles e conversamos muito. Falavam-me o que fazer e como fazer, sobre o que dizer e como dizer, mas eu percebia que faziam tudo ao contrário... vestiam-se para os outros, preocupavam-se com os outros e nem percebiam o quanto a própria vida estava debilitada. Falavam de amor, mas não sabiam amar, falavam de solidão mas não sabiam conquistar ninguém, falavam em maternidade sem ao menos ter brincado quando crianças
.Iam para igreja rezar mas não respeitavam o próximo e as suas diferenças e julgavam as atitudes alheias. Realmente, pareciam um batalhão de estranhos.
E eu
fiquei sem entender se lá era Terra de gente de verdade.

6 comentários:

Georgia disse...

Muito profundo o seu texto. De grandes verdades também.

Bom domingo

Grande beijo

Skyman disse...

E achas que ainda haverá esperança?
bjs e bom fim-de-semana.

Donaella disse...

Engraçado como exigimos o mundo e sequer sabemos o que é preciso para estar nele. Talvez a bula básica!
Bj querida

Mary disse...

Talvez nem terra fosse, né?
Lugar onde não se entende de amor e solidão existe???
Lindo texto.
Bjinhos.

Cin disse...

Sabe, eu também continuo sem entender...

Bjinhos!

Mary disse...

Presentinho pra ti no meu blog!

=)

Bjinhos.

Postar um comentário

Deixe seu lapso aqui.