sobre o tempo.

Depois de assistir ao programa Provocações desta quarta-feira, não poderia deixar de postar a poesia que Abujamra recitou e me tocou.

A vida são
Deveres que nós
Trouxemos para
Fazer em casa

Quando se vê já são
Seis horas...
Quando se vê já é
Sexta feira...
Quando se vê já é
Natal...
Quando se vê já
Terminou o ano

Quando se vê, não
Sabemos mais por
Onde andam nossos amigos

Quando se vê,
Perdemos o amor da
Nossa vida

Quando se vê,
Passaram-se 50
Anos

Agora, é tarde demais
Para ser reprovado

Se me fosse dado,
Um dia, uma
Oportunidade,
Eu nem olhava o
Relógio

Seguiria sempre e em
Frente e iria.
Jogando pelo
Caminho. A casaca
dourada e inútil das horas

Seguraria todos os meu amigos,
Que já não sei onde e como
Estão e diria
Vocês são extremamente
Importantes para mim

Seguraria o meu amor,
Que está, há muito, à
Minha frente, e diria:
Eu te amo

Dessa forma, eu digo
Não deixe de fazer algo
Que gosta devido à
Falta de tempo.

Não deixe de ter alguém
Ao seu lado, ou de fazer
Algo, por puro medo
Se ser feliz.

A única falta que será, será desse tempo
Que infelizmente
Não voltará mais.

[Mário de Miranda Quintana ]

__________________________





















Serve para todos nós.

8 comentários:

georgia aegerter disse...

Lindo mesmo o poema, é parte muito mim em muitas fases.

Esta semana lancei meu livro online e o link está lá na Saia. Hoje tb, blogagem coletiva da Prevencao contra a dengue. Passe por lá, estou te esperando.

Abracos

Skyman disse...

Grandes verdades. É pena que só nos lembramos delas, quando já é tarde.
bjs

Mary disse...

Eu ía lendo e pensando... qm teria escrito isso? Bem q podia ser o MQ...

E era!!!!

Lindíssimas palavras... e bem oportunas pra um final de ano!

Bjinhos.

Donaella disse...

Ai, essa doeu, to aqui de madruaga fazedno relatórios!!!Muito belo este poema!!! e este programa tb, adoro o ator q apresenta!Seríssimo!!
hehehe
Bj em vc

Fabrício Fortes disse...

simplesmente maravilhoso!!!
essa coisa que o quintana tem de escrever a coisa mais linda do mundo da maneira mais simples possível.. tenho tembém algo sobre o tempo aqui
http://notasujas.blogspot.com/2007/08/desinstante_20.html
se quiser dar uma olhada..
ah, teu blog já está linkado

Pedro Pan disse...

, serve para todos. e mário um mestre nesta escola que se chama vida.
, beijos meus.

Pedro Pan disse...

, agradecido pela visita em quimeras. volte quando desejar.
, fiquei afastado de quimeras e blogues por isto demorei a retribuir as visitas.
, saudações minhas.

Hércules Frota disse...

Verdadeiro o poema e parabéns pelo blog.Hércules FC

Postar um comentário

Deixe seu lapso aqui.